As aranhas usam patas para ouvir? Por Renne Rodrigues e Marselle Nobre de Carvalho